CENÁRIO

-

A marca QBOA, muito forte no sul do país, lançou uma linha de produtos apresentando a nova tecnologia de cápsulas com perfume prolongado. O diferencial é que elas são depositadas no tecido durante o processo de lavagem. Então, o ato de esfregar a peça de roupa seca ou passá-la, faz com que essas cápsulas se rompam, liberando as fragrâncias. Fomos convidados pela agência Kmais como parceiro criativo e tecnológico para apresentar a experiência do usuário (UX) por meio da tecnologia.

DESAFIO

-

Diante de um mundo de possibilidades, como atrair as pessoas para que elas quisessem conhecer mais sobre a marca e esses lançamentos? Como fazê-las entender toda a tecnologia por trás do produto e a experiência fosse além de apenas abrir as embalagens e sentir as fragrâncias?

Com nossa expertise em tecnologia e inovação, optamos por usar a Internet das Coisas (IoT) e mostrar aos usuários, por meio de uma experiência virtual, a tecnologia existente nos produtos em um dos maiores eventos anuais de supermercado:  a APAS Show. Considerada a maior feira de alimentos, bebidas, higiene, limpeza, equipamentos e tecnologia para supermercados do mundo.


RESULTADO

-

Para trazer essa experiência para o mundo virtual, simulamos duas grandes cápsulas, usando a Ball Chair como referência, que transmite um ambiente calmo, acolhedor e relaxante. Ela protege contra ruídos externos e dá espaço e privacidade a quem vai usá-la.

Cuidamos de todos os detalhes: do marceneiro que faria a reprodução desse clássico do design industrial até a finalização. Cada produto carro-chefe tinha sua cor de destaque e cada cadeira foi adesivada e forrada com as mesmas cores. Dentro da Ball Chair, construímos um dispositivo IOT, conectado com um óculos de realidade virtual, que trazia uma experiência interativa em 360 graus. Na prática, funcionou assim: a pessoa sentava na cadeira e colocava o óculos. Ao fazer isso, tinha uma visão microscópica, ou seja, ela via um superzoom da malha da roupa onde a tecnologia das cápsulas de perfume prolongado agiam. Ao mexer a cabeça e a cadeira, era possível ver todos os lados da malha (visão 360 graus) e poder acompanhar as cápsulas ao redor.  Os odores eram disparados onde as cápsulas estivessem próximas, ou seja, se a pessoa olhasse para a esquerda e uma cápsula estourasse para este mesmo lado, o odor era também disparado do lado esquerdo da cadeira. Conforme elas iam estourando, o dispositivo da cadeira era acionado, liberando a nova fragrância. Tudo isso usando a tecnologia webGL, uma programação em 3D real time. Dessa forma, conseguimos aproximar as pessoas da marca e apresentar as fragrâncias de maneira única. Elas puderam não só conhecer, mas também vivenciar os benefícios dos produtos.  A tecnologia, aliada ao digital, proporcionaram uma experiência real, estimulando a visão, a audição e o olfato.


Veja também